Perfil do Artista
Emeric Marcier
ano: 1916 - 1990
Emeric Marcier nasceu na Romênia, em 1916 e estuda na Academia de Belas Artes de Brera, em Milão, Itália, de 1935 a 1938. Em 1939, frequenta o curso de escultura da Escola Nacional Superior de Belas-Artes, em Paris. Embora fazendo freqüentes viagens à Europa, passou a maior parte de sua vida na cidade do Rio de Janeiro e em Barbacena, Estado de Minas Gerais. Marcier faz parte daquela leva de pintores, escultores, escritores e cientistas que aportaram ao Rio de Janeiro, a partir de 1940, em conseqüência da 2ª Guerra Mundial, iniciada um ano antes. No Rio morou um tempo na Pensão Mauá, no morro de Santa Teresa, sendo pensionista de Djanira e também seu professor de pintura. Em 1947, quando alguns refugiados voltavam à Europa, Marcier preferiu ficar no Brasil, tornando firme essa decisão ao conhecer a cidade de Barbacena, ao Sul de Minas Gerais, que se tornou modelo para suas paisagens. Artista bem solicitado, manteve residência, alternadamente em Barbacena e Rio de Janeiro, com algumas escapadas a Paris. Em sua carreira, não se fixou particularmente em nenhum gênero: apreciava a pintura religiosa, não menos que a paisagem; pintava naturezas mortas, mas fazia também retratos, aos quais chamava de paisagens de gente; ousava experimentar, sem entretanto abandonar por completo a experiência anterior já sedimentada. Em resumo, era um renovador mas não um iconoclasta; o novo não representava, para ele, a destruição do velho. Marcier era judeu por nascimento, converteu-se ao catolicismo, fazendo da pintura religiosa uma vertente importante de sua obra. Romeno por nacionalidade, naturalizou-se brasileiro, abraçando por completo a nova cidadania. Aqui se casou, aqui nasceram seus filhos e um deles, Jorge Tobias Marcier (1948-1982) tornou-se pintor, como o pai.
continuar lendo