Perfil do Artista
Galileo Emendabili
ano: 1898 - 1974
Galileo Emendabili (Ancona, Itália 1898 - São Paulo SP 1974). Escultor. Matricula-se, em 1915, no curso especial de escultura da Academia Real de Belas Artes de Urbino, na Itália, e estuda com Domenico Jollo. Posteriormente, frequenta o ateliê de Arturo Dazzi (1881 - 1966), em Roma, e tem contato com obras de Ivan Mestrovic (1883 - 1962), Arturo Martini (1889 - 1947) e Adolfo Wildt (1868 -1931). Em 1921, executa o monumento tumular do republicano Giuseppe Melon, em Ancona, Itália. Vem para o Brasil em 1923, fixa-se em São Paulo, onde trabalha como entalhador no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo - Laosp. Em 1925, ganha o 1 prêmio no Concurso Internacional para o Monumento a Pereira Barreto, inaugurado em 1928, na Praça Marechal Deodoro. No ano seguinte, vence o concurso para o Monumento a Ramos de Azevedo, inaugurado em 1934, e atualmente instalado na Cidade Universitária, e o concurso para o Monumento aos Heróis Constitucionalistas de 1932, conhecido como Obelisco, no Ibirapuera. Executa monumentos funerários para os cemitérios São Paulo, da Consolação e do Araça. Inicia, na década de 1960, trabalhos em desenho, aquarela e cerârmica. Em 1982, realizado o vídeo Ancona - San Paolo Solo Andata, pela Rádio e Televisão Italiana, sobre sua produção. É publicado, em 1997, o livro Monumento a Ramos de Azevedo: Do Concurso ao Exílio, organizado pela historiadora e crítica de arte Annateresa Fabris, juntamente à mostra sobre a história do monumento na Pinacoteca do Estado de São Paulo - Pesp.
continuar lendo