Perfil do Artista
Wellington Virgolino
ano: 1929
Wellington Virgolino de Souza(Recife, Pernambuco, 1929 - idem, 1988). Pintor, gravador e escultor. Sem educação artística formal, em 1948, passa a colaborar com o Jornal Pequeno no Recife, com desenhos e charges. Dois anos depois, ingressa, por sugestão do artista e professor Abelardo da Hora (1924-2014), na Sociedade de Arte Moderna do Recife (SAMR). Nesse período desenvolve sua obra madura, em meio à efervescência artística vivida em Recife, na qual a SAMR é decisiva para a consolidação da arte moderna em Pernambuco. Em 1952, entra para o Ateliê Coletivo, curso livre de artes plásticas, idealizado e encabeçado por Abelardo da Hora, em seu mandato na presidência da SAMR. Como integrante do grupo, faz parte de uma nova geração de artistas pernambucanos, ao lado de artistas como Gilvan Samico (1928-2013), Ionaldo Cavalcanti (1933-2002) e José Claudio (1932). Durante sua participação no Ateliê, complementa sua formação com aulas ministradas por da Hora e pelo contato com artistas como Carybé (1911-1997) e Lula Cardoso Ayres (1910-1987). A partir de 1950, participa de edições do Salão do Estado de Pernambuco, na categoria pintura. A essas participações em mostras coletivas somam-se outras, como na 6a e 7a Bienais de São Paulo, em 1961 e 1963. Faz sua primeira exposição individual em 1960, na Galeria do Parque, no Recife. É a primeira de muitas outras em estados como, Pernambuco, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul. Em vida, recebe condecorações como a comenda Honra ao Mérito Maçônico (1958), pelo mural A Maçonaria Trabalha. Postumamente é homenageado com o troféu Construtores da Cultura (1995), concedido pelo Conselho Municipal de Cultura de Recife.
continuar lendo